Início > Alverca > Centro de Saúde da Póvoa encerra atendimento complementar

Centro de Saúde da Póvoa encerra atendimento complementar

CONCELHO. É já a partir do próximo dia 1 de Setembro que o Serviço de Atendimento Complementar vai deixar de funcionar no Centro de Saúde da Póvoa de Santa Iria. A partir dessa data, os utentes em situação de doença aguda que necessitem de assistência à noite e aos fins-de-semana terão de recorrer ao Centro de Saúde de Alverca.

Paula Gadelha

O Serviço de Atendimento Complementar (SAC) funcionava de 2ª a 6ª Feira, a partir das 18 horas, destinando-se ao atendimento de utentes em situação de doença aguda. Devido à falta de recursos, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Vila Franca de Xira optou por encerrar o SAC na Póvoa de Santa Iria, passando este serviço a funcionar apenas em Alverca.

O serviço passará a funcionar de 2ª a 6ª Feira, das 20 às 22 horas, e ao Sábado, Domingo e Feriados das 9 às 13 horas, destinando-se a utentes inscritos nas Unidades de Saúde de Alhandra, Alverca, Arcena, Póvoa de Santa Iria, Forte da Casa e Vialonga, que estejam em situação de doença aguda que não exija o recurso, imediato, ao serviço de urgência hospitalar.

A falta de profissionais de saúde estará por trás da decisão do ACES. Segundo Marília Alves, directora do ACES, a maioria dos médicos do agrupamento já tem 50 anos. Se, por um lado, o acordo colectivo da carreira especial médica prevê a possibilidade de, a partir da data em que perfaçam 50 anos de idade, os trabalhadores médicos, se o declararem, ficarem dispensados da prestação de trabalho no período compreendido entre as 20 horas e as 8 horas do dia seguinte, por outro, a directora prevê aposentações em breve nas unidades de saúde do ACES.

Objectivo ultrapassado

Não só a falta de recursos humanos mas também a má utilização do SAC, por parte dos utentes, condiciona a eficiência do mesmo, tendo pesado significativamente na decisão de reformular o seu funcionamento.

Marília Alves refere que “foram criadas consultas de recurso em todas as Unidades de Saúde e contratados serviços médicos para apoiar as unidades mais carenciadas. Analisámos o movimento da consulta em horário pós-laboral que foi procurada por variadíssimas situações, não urgentes, com muita frequência por utentes inscritos noutras zonas, o que veio aumentar o volume de solicitações, diminuir a capacidade de resposta para as verdadeiras situações que dela necessitavam e mesmo da qualidade da resposta oferecida”.

Categorias:Alverca
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: