Início > Alverca > Pifertubos ainda não pagou salário de Junho

Pifertubos ainda não pagou salário de Junho

LOCAL. A situação está cada vez mais complicada, com os cerca de 81 funcionários sem saberem como vai ser o futuro muito próximo da empresa. Em falta estão já os subsídios de Natal de 2009 e de férias deste ano, para além do ordenado de Junho.

Sérgio Catoja

As palavras são sempre as mesmas: “Não há previsão de pagamento”. É isto que os 81 funcionários da empresa Pifertubos, em Alverca, têm vindo a ouvir, com bastante frequência, nos últimos dias, quando contactam com o departamento de recursos humanos da empresa.

A situação tem vindo a piorar de dia para dia e os salários referentes ao mês de Junho ainda estão por pagar. Também por saldar junto dos trabalhadores estão os subsídios de Natal de 2009 e de férias deste ano. Os funcionários estão desesperados, sem saberem o que fazer, já que o silêncio da administração sobre o assunto é quem mais reina. Há situações preocupantes de funcionários que começam a acumular contas e mais contas por pagar. O drama atinge com maior incidência casos de casais em que ambos trabalham na empresa.

Pedindo anonimato, alguns funcionários lamentam toda a situação criada pela administração da Pifertubos e denunciam aquilo que dizem ser “falta de humanismo” para com eles. “Desmantelou-se o outro lado da empresa por uma questão de contenção de custos, venderam-se armazéns e parte da frota, mas a situação é cada vez mais complicada para o nosso lado”, denuncia um dos funcionários, que acrescenta que todos “ajudaram a limpar os armazéns”, não tendo ganho nada mais por isso. Antes pelo contrário.

Uma outra funcionária conta que a situação começou a ficar feia há já alguns meses largos, com a empresa a pagar os salários com dois e três dias de atraso. “Houve situações em que nos pagavam apenas 40 por cento dos salários num dia e o restante só uns dias depois”, conta. Em relação ao subsídio de Natal, os funcionários contam que na altura a administração da Pifertubos avisou-os, “em cima do acontecimento”, que não tinha liquidez para satisfazer esse direito dos funcionários, não tendo dado, nesse momento, nenhuma perspectiva de quando iria proceder ao seu pagamento. “Depois, nunca mais falaram nisso e tem reinado o silêncio”, esclarece um outro trabalhador”.

O Vida Ribatejana sabe que parte dos 81 funcionários da Pifertubos têm procurado ajuda junto da Inspecção do Trabalho, em Vila Franca de Xira, e que alguns deles chegaram mesmo a formular queixa da empresa àquele organismo. A empresa, por seu lado, parece estar a assumir as dívidas que tem para com os funcionários, uma vez que tem passado declarações devidamente assinadas por um administrador e em papel timbrado, referindo os montantes que falta liquidar, até uma certa data, com cada um dos trabalhadores que têm solicitado esse documento.

Sindicato confirma situação

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) confirma todas as denúncias feitas por vários funcionários da Pifertubos e diz que tem vindo a acompanhar o processo.
Maria Helena, dirigente sindical, relembra que a ideia que ficou no ar, em 2009, era a de que a empresa, devido às dificuldades financeiras que estava a atravessar iria fechar no final do ano. Tal não aconteceu e a situação tem vindo a piorar, com o sindicato a encontrar bastante resistência por parte da administração. “São pessoas muito pouco acessíveis”, diz Maria Helena, que confirma a realização de, pelo menos, dois plenários na empresa até ao final do ano passado.

A dirigente sindical não tem dúvidas de que a empresa está a exercer pressão psicológica sobre os funcionários, numa tentativa de “os cansar de forma a que saiam por eles mesmos”. Maria Helena confirma que alguns trabalhadores não aguentaram a tal pressão e rescindiram contrato. Outros há que já rescindiram por justa causa, mas a situação torna-se complicada quando as situações chegam ao sindicato, uma vez que “as rescisões que já aconteceram foram muito mal feitas, sem direito a qualquer tipo de indemnização”.

Perante tal quadro, o sindicato aconselha que os trabalhadores se informem devidamente sobre os seus direitos na actual conjuntura económica da empresa, para além de “se unirem e lutarem pelos seus postos de trabalho”. O sindicato crê que a Pifertubos atingiu a actual situação de dificuldade financeira devido a “má gestão”, já que a empresa terá “deixado muito dinheiro na rua, dinheiro esse de difícil cobrança”.

Categorias:Alverca
  1. pedro
    23/10/2010 às 07:22

    MAIS UMA FALENCIA FRAUDULENTA !

  2. NUNOM
    26/08/2010 às 19:24

    PARA OS FAMILIARES OU “AMIGOS” DA ADMINISTRAÇÃO QUE IAM PARA A PIFERTUBOS E MUITOS SEM SABER FAZER NADA TUDO LHES ERA FACULTADO PARA NAO FAZEREM NADA, BOM CARRO, TELEFONE, AS VIAGENS OFERECIDAS PELOS FORNECEDORES ÁS PESSOAS QUE REALMENTE TRABALHAVAM ERAM RETIRADAS E ENTREGUES A ESSES SENHORES E PARA TERMINAR EM BELEZA FAZEM UMA NOVA EMPRESA COM UM NOVO NOME COM REUNIOES Á NOITE COM MEMBROS DA ACTUAL ADMINISTRACAO E RETIRAM CARROS FERRAMENTAS E TUDO O QUE PODEM DA PIFERTUBOS E AGORA OS QUE LA FICAM QUE SE DESENRASQUEM

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: