Início > Alverca > Alverca combate “Made in China” com artigos de qualidade

Alverca combate “Made in China” com artigos de qualidade

 

REPORTAGEM. Há muito que a concorrência chinesa preocupa os lojistas da Avenida Capitão Meleças, em Alverca. A qualidade parece ser, no entanto, a estratégia que cada vez mais lojistas segue para cativar quem compra.    

Ana Filipa de Sousa

 “As pessoas continuam a comprar no comércio chinês, mas também já perceberam que se querem artigos de boa qualidade têm de procurar os produtos das lojas portuguesas”, refere uma lojista com actividade na Avenida Capitão Meleças que espelha o sentimento da maioria dos comerciantes que ali exploram o seu negócio.

A quebra nas vendas até foi real ao início do boom oriental mas, passados alguns anos de convivência, o efeito parece já ter sido bastante mais evidente. Isto porque, afiançam os comerciantes, quem compra já aprendeu a encontrar e a valorizar a diferença dos artigos em venda.

Tita Campinho gere o seu próprio pronto-a-vestir no Centro Comercial Avenida e afiança que o segredo para combater a diminuição das vendas está na qualidade do seu stock. “No meu caso, aposto na qualidade das marcas que vendo e quem aqui vem sabe que tem de pagar a qualidade do artigo que leva para casa”.

Débora Pico, também lojista, explica que “eles já não nos conseguem bater na relação preço/qualidade”, isto porque “começámos a praticar preços mais acessíveis e as pessoas também começaram a perceber que há uma diferença na qualidade do que cada um de nós vende”.

A fidelização da clientela também tem sido uma aposta ganha no estabelecimento comercial de Maria Otília, o “Utilsuper”. A proprietária do estabelecimento de artigos de decoração, utilidades domésticas e ferramentas diversas, sustenta que “os clientes fiéis nunca deixaram de comprar aqui por causa das lojas chinesas”.

Na área dos produtos de beleza e cosmética o cenário parece preocupante. As lojistas da “Must” garantem que as receitas caíram “e muito” desde que a Avenida Capitão Meleças passou a acolher os comerciantes chineses. “Tem prejudicado bastante as nossas vendas porque eles praticam preços que nós não podemos oferecer e as pessoas optam pelo mais barato”, porque “também têm cada vez menos dinheiro devido a esta crise que se instalou”, frisam.

Categorias:Alverca
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: