Início > Alverca > Alimentos Funcionais: Inovação na Saúde e Bem-Estar

Alimentos Funcionais: Inovação na Saúde e Bem-Estar

Uma alimentação adequada pode ser o melhor seguro de saúde que pode adquirir. A Organização Mundial de Saúde (OMS) define saúde como “o estado de completo bem-estar físico, mental e social, não sendo apenas a mera ausência de doença ou enfermidade”. A alimentação tem um papel determinante para prevenir doenças e manter o bem-estar ao longo da vida. Sabe-se que hábitos alimentares pouco salutares estão também directamente relacionados com um elevado número de doenças crónicas, tais como a obesidade, a diabetes mellitus tipo 2 e as doenças cardiovasculares, que todos os anos são responsáveis por um elevado número de mortes.

Por outro lado, o aumento da esperança média de vida é directamente influenciado e determina um conjunto crescente de preocupações com a qualidade de vida, levando ao aparecimento de um novo conceito na saúde alimentar: os “alimentos funcionais”. Este novo conceito surge na década de 80 no Japão. O conhecimento empírico dos benefícios de alguns alimentos remonta à antiguidade, todavia é com as investigações desenvolvidas pela área das Ciências da Nutrição e Alimentação que efectivamente este conceito ganha forma e sustentabilidade científica, conquistando rapidamente o reconhecimento e a adesão de milhares de pessoas pelo mundo inteiro.

O que são os Alimentos Funcionais? Os alimentos funcionais podem ser naturais ou compostos quer por adição, remoção ou alteração da biodisponibilidade de um ou mais componentes, devendo ser consumidos na dieta normal/usual. Além do valor básico nutritivo, devem ter efeitos positivos no aumento da saúde e bem-estar e/ou reduzir o risco de ocorrência de doenças, promovendo uma melhor qualidade de vida a nível físico, psicológico e comportamental. Adicionalmente, a alegação da propriedade funcional deve ter suporte científico.

A variedade na alimentação é a principal forma de garantir a satisfação de todas as necessidades do organismo em nutrientes e de evitar a ingestão excessiva de eventuais substâncias com riscos para a saúde. Por isso não se pode recorrer ao consumo inadequado de alimentos funcionais como solução milagrosa para os nossos problemas. É assim fundamental o aconselhamento profissional e especializado para garantir a manutenção da proporcionalidade entre os diferentes grupos de alimentos, tendo em consideração as necessidades nutricionais individuais ao longo dos vários estágios da vida.

A introdução, conjugação e utilização das propriedades funcionais dos alimentos na dieta usual com vista a atingir determinados objectivos – como, por exemplo, baixar o colesterol, regular o trânsito intestinal, promover o rejuvenescimento e combater a retenção de líquidos – deve ser efectuada pelo profissional da área das Ciências da Nutrição, de forma a garantir o bem-estar e a saúde de cada pessoa.

A Nutrição Clinica, para além de avaliar os processos metabólicos individuais de cada organismo, tem ainda a vantagem de possibilitar a introdução e adequação dos alimentos funcionais, que permitem aumentar a eficácia dos resultados desejados em função dos objectivos específicos. A vertente funcional dos alimentos é uma das áreas da Nutrição com maior procura na sociedade actual, devido aos benefícios registados no desempenho físico, psicológico e comportamental.

Fonte: Dra. Ana Pinto / Clinica Vitalplus – Medicina Estética, Saúde e Bem-Estar

Categorias:Alverca
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: