Início > Alverca > A ajuda possível em tempo de crise

A ajuda possível em tempo de crise

LOCAL. Mais de 21.500 euros foram distribuídos pela Junta de Alverca entre 13 associações locais. Esta ajuda sofreu uma redução significativa em relação a 2009, mas “foi o apoio possível”.

Mário Caritas

A Junta de Freguesia de Alverca (JFA) renovou os apoios concedidos em anos anteriores a colectividades e associações locais, mas com a aplicação de cortes significativos nalguns casos. Na cerimónia oficial de assinatura dos protocolos, realizada no passado dia 11, foram distribuídos 21.620 euros por 13 entidades que, na maioria dos casos, movimentam várias dezenas/centenas de praticantes/simpatizantes.

Em época de crise, a novidade foi para o apoio dado, pela primeira vez, à Conferência de S. Vicente de Paulo (cujo trabalho visa a ajuda aos mais carenciados através do banco alimentar) com uma verba de 1.320 euros para 2010. “Trata-se de um esforço enorme desta junta e lamentamos nalguns casos a redução significativa em relação aos valores de 2009. De qualquer forma, este não deixa de ser um apoio e um estímulo ao trabalho destas associações”, referiu o presidente do executivo, Afonso Costa.

Um dos descontentes com esta correcção “para baixo” das verbas atribuídas era Bruno Pinto, presidente da direcção da União Juventude de Alverca (UJA), cuja secção de andebol foi contemplada com menos 1.500 euros em relação ao ano transacto, sendo que os actuais 2.000 euros que passam a receber da JFA são claramente insuficientes para manter a dinâmica de uma secção que movimenta atletas federados nos escalões de iniciados, juvenis, juniores e seniores.

“É insuficiente devido ao nível de competição em que participamos. No andebol temos actividade todos os fins-de-semana e treinamos três vezes por semana, sendo que o aluguer do pavilhão (Pavilhão Municipal de Alverca) é a nossa maior despesa. Vimos aqui apoios a outras colectividades que têm pavilhão próprio e nós, que temos de pagar pavilhão, temos um apoio mais reduzido. Por mês, temos entre 300 a 400 euros de despesas só com o aluguer do pavilhão, logo este é um corte muito drástico.”

Ao “NA”, Afonso Costa explicou que esta redução aconteceu sobretudo ao nível dos maiores apoios. Deu como exemplo a diminuição de 2.500 euros no apoio à manutenção do campo relvado do Futebol Clube de Alverca (que passa para 5.000 euros); e quanto ao protocolo com a UJA – Andebol, “este era também dos maiores apoios, logo foi um dos mais penalizados e ainda assim continua a ser um dos protocolos com maior verba.”

Referir que a este valor total de 21.620 euros, junta-se a um apoio anual de 9.000 euros que a junta concede aos dois agrupamentos de escolas da freguesia (Bom Sucesso e Pedro Jacques Magalhães) e 52.000 euros anuais para as colectividades e associações no âmbito da organização das Alverquíadas, realização de pequenas obras e iniciativas populares diversas. No total, são 80.000 euros distribuídos em 2010.

“Vamos procurar manter, no futuro, estes apoios pois estas entidades merecem, sobretudo por aquilo que têm feito pelas nossas crianças e jovens; penso também ser possível alargar este apoio a outras associações”, concluiu Afonso Costa.

Categorias:Alverca
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: