Início > Alverca, opinião > E lá voou para Sintra…

E lá voou para Sintra…

Pega de Caras

Luís Ferreira Lopes*

A ameaça dos militares cumpriu-se, mais de duas décadas depois. Era apenas uma questão de tempo. A Força Aérea queixava-se de falta de espaço, mas até havia espaço em frente ao Museu do Ar, nos depósitos militares desse mesmo ramo das Forças Armadas ou então do outro lado da linha ferroviária.

A decisão dos militares foi tomada há muito, mas os políticos garantiam que o museu não iria voar daqui. Pois voou mesmo e não foi por falta de avisos da Força Aérea. Há uns 24 anos, o “Notícias de Alverca” fez manchete com essa forte hipótese de saída do museu. Lembro-me como se fosse hoje, estava eu a começar no jornalismo. O tempo passou, mudaram os políticos, mas a teimosia dos militares manteve-se, como era previsível. Mantiveram-se também as promessas políticas: a acreditar nos discursos e nas notícias da imprensa regional, tudo estava sob controlo.

Em Dezembro de 2009, boa parte do espólio que estava exposto em Alverca foi para Sintra, cidade mais turística, com mais aura cultural e, claramente, maior poder de decisão. Alverca, terra com tanta tradição aeronáutica como Sintra, passa a ter apenas um pólo do Museu do Ar. No momento da mudança, o tenente-coronel Gonçalves, porta-voz da Força Aérea, afirmou à imprensa regional desconhecer qualquer proposta concreta da autarquia para que o museu pudesse continuar em Alverca. Esclarecedor e incómodo.

Agora, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e a Junta de Freguesia de Alverca asseguram que tudo farão para pressionar os militares a fazer obras de remodelação do “pólo”, com o apoio do município, “não havendo razões para preocupações”, segundo a presidente da Câmara. Supostamente, o dito pólo só abrirá uma vez por semana, mas não é por isso que Alverca deixa de ser o berço da aviação – o que, em devido tempo, lembrou o actual presidente da Junta quando colocou cartazes a promover Alverca como cidade da aeronáutica.

Numa primeira análise, há motivos para desconfiarmos das promessas políticas perante o sucedido. Mas temos de ser realistas: qual é o poder real da autarquia (em especial, o da Junta) perante o poder militar? Eu dou o benefício da dúvida aos autarcas que terão tentado contrariar os militares. No entanto, teremos de questionar a força actual deste município na área metropolitana de Lisboa.

Face à saída do museu para Sintra, muitas pessoas perguntarão agora, naturalmente, se as OGMA também sairão a seguir, quantas mais empresas fecharão em breve e que resultados foram obtidos nos últimos anos para atrair investimento e requalificar o concelho como pólo produtivo e de conhecimento da região norte de Lisboa.

Eu prefiro ser optimista, como sempre. Encaro a saída do museu para Sintra como uma oportunidade para Alverca: talvez seja desta que o museu / pólo passe a ser algo interactivo e mais interessante. Na verdade, há vários anos que o museu não tinha qualquer dinâmica, nem investimento, para se adaptar aos tempos modernos dos espaços museológicos. As vitrinas com as miniaturas lá estavam como há 30 anos, os motores continuavam com aspecto amontoado e a estratégia para captar a atenção dos mais pequenos era quase nula, ao contrário do que acontece, por exemplo, em espaços bem pensados como o pavilhão do Conhecimento, na Expo. Será desta que o museu, por exemplo, passa a contar a ligação histórica da aviação a Alverca, em vez de ser um mostruário das comendas e fardas dos militares e uma verdadeira seca para se ir com as crianças?

* Editor de Economia da SIC, residente em Alverca

Categorias:Alverca, opinião
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: