Início > Alverca > Três professores num mês

Três professores num mês

LOCAL. Localização condiciona permanência na EB 1 de Arcena

Ana Filipa de Sousa

O ano lectivo começou mal para 24 crianças que frequentam o quarto ano da EB1 de Arcena, em Alverca do Ribatejo. As aulas só agora vão verdadeiramente começar para aquela turma que, desde o arranque do ano escolar, já teve três professores colocados.
O primeiro docente foi apresentado aos pais a 15 de Setembro. Apenas três dias depois, estes receberam, no entanto, a indicação de que, afinal, este pedira destacamento e fora substituído por uma docente de Rio Maior.
A professora ainda esteve quase duas semanas com as crianças, mas a 2 de Outubro pais e encarregados de educação foram informados que a turma do 4º 2ª estava sem aulas, porque a professora apresentara a demissão no dia anterior.
“Entre o dia 2 de Outubro e sexta-feira (8) as crianças que compareceram na escola foram integradas noutras turmas, mas a maior parte acabou por ficar em casa, porque a escola pediu aos pais que, até haver solução, quem pudesse não os trouxesse para a escola”.

 

A situação foi relatada ao Notícias de Alverca por um encarregado de educação, que prefere o anonimato, e que explica que a meio da semana passada uma terceira docente foi colocada, mas a recusa para preencher a vaga foi imediata.
Se tudo correr como previsto, os alunos do 4º 2ª vão, finalmente, poder começar a trabalhar esta semana, uma vez que, uma nova professora foi apresentada, na segunda-feira, às crianças.
Apesar de o problema estar, ao que tudo indica, ultrapassado a preocupação parece persistir entre os encarregados de educação, isto porque a docente recém-colocada é natural de Viseu. “Aquilo que nos é dito é que os docentes têm recusado a vaga por causa da localização da escola e pelos horários. O primeiro professor tinha uma invalidez de 95 por cento e a segunda era de longe. Depois da recusa de uma terceira professora, os alunos conheceram na segunda-feira uma nova docente que também é de bastante longe, de Viseu…vamos ver como corre”, refere o encarregado de educação.O Notícias de Alverca tentou obter alguns esclarecimentos da coordenação da EB1 de Arcena, mas tal não foi possível.

Maria Conceição Santos, vereadora responsável pelo pelouro da educação, na câmara vila-franquense, garante, no entanto, que o problema está resolvido. “A informação que temos é que a última professora foi colocada na segunda-feira, que está a exercer funções desde esse dia e que o agrupamento e a câmara esperam é que, de facto, a situação esteja definitivamente sanada”.
A vereadora responsável pela Educação esclarece ainda que toda esta situação reflecte um quadro legal do Ministério da Educação a nível da colocação do pessoal docente. “A possibilidade de o professor aceitar e depois rescindir, ou não aceitar sequer o lugar, são figuras que existem em termos legais. O que esperamos é que estas situações ocorram o menos possível”.

Categorias:Alverca
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: