Início > Alverca > Unidade de cuidados continuados com 120 camas avança em Vialonga

Unidade de cuidados continuados com 120 camas avança em Vialonga

DESTAQUE. Fundação CEBI vai investir seis milhões de euros e pretende abrir complexo da Flamenga em 2011

A cerimónia foi presidida pela ministra da Saúde, Ana Jorge

A cerimónia foi presidida pela ministra da Saúde, Ana Jorge

Jorge Talixa

A escritura de cedência do terreno para a construção da unidade de cuidados continuados de Vialonga foi assinada na segunda-feira, 7 de Setembro. A câmara de Vila Franca cede o espaço onde a Fundação CEBI vai investir cerca de 6 milhões de euros e criar 120 camas para doentes em fase de recuperação. As obras deverão começar dentro de um ano e a unidade da Flamenga deve abrir até final de 2011.

Os presidentes da Câmara de Vila Franca de Xira e da Fundação CEBI assinaram, na segunda-feira 7 de Setembro, a escritura em que a autarquia cede à instituição alverquense uma área de 10 700 metros quadrados do chamado “Hospital da Flamenga”, em Vialonga. Neste espaço, a CEBI vai investir cerca de 6 milhões de euros e criar um serviço com 120 camas para doentes em recuperação que já não necessitam de internamento hospitalar. A cerimónia foi presidida pela ministra da Saúde, Ana Jorge, que realçou a importância destas unidades para descongestionar as enfermarias hospitalares.

O objectivo de transformar a antiga extensão hospitalar da Flamenga (desactivada por falta de condições na década de 80) em “hospital de rectaguarda” já tem pelo menos 12 anos, como referiu a presidente da câmara vila-franquense, frisando que este é um passo de “grande importância para a saúde no concelho”, porque “ao fim de 12 anos de persistente negociação foi possível criar condições para concretizar o projecto”.

José António Carmo, presidente da CEBI, salientou que “é com grande satisfação que a Fundação CEBI aceita o desafio de avançar com a criação de uma unidade de cuidados continuados de saúde no concelho”. Um projecto que a instituição “acalenta há mais de seis anos e que se insere na continuidade de uma das áreas de trabalho já desenvolvidas pela Fundação CEBI”. O líder da instituição alverquense lembrou que a CEBI tem em funcionamento uma clínica de medicina física e de reabilitação que atende diariamente cerca de 300 utentes e que, para além disso, presta apoio ao lar e às residências de idosos da fundação e a outras das suas valências.

“Esta unidade de cuidados continuados de saúde vai servir o povo do concelho de Vila Franca de Xira e dos concelhos limítrofes e vai servir em sintonia com o Serviço Nacional de Saúde, em particular com o Hospital Reynaldo dos Santos. Vai pôr ao serviço da população em geral instalações até aqui desactivadas e que, muito justamente, têm sido objecto de expectativas da população e até de alguma contestação pelo seu não aproveitamento”, vincou o presidente da CEBI, prometendo que a fundação vai trabalhar para concluir a obra e colocar a unidade a funcionar “tão breve quanto possível”.

Maria da Luz Rosinha salientou que, depois de 12 anos de negociações que não foram fáceis, a câmara reuniu condições para ceder este espaço em direito de superfície “permitindo o desenvolvimento de um investimento que disponibilizará 120 camas, com a possibilidade de se estender às 250 camas”. A edil referiu que o projecto contempla também a criação de uma clínica de medicina física e de um serviço de apoio domiciliário.

Categorias:Alverca
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: